quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Bom-mocismo

Não sou de sentimento acanhado
Seifem-me a vida
más enquanto não
vivo-a aos bocados
beboa-a em goles largos

Odeio os felizes
e pelos tristes
não nutro simpatia
Gosto sim é dos que vivem
amor e ódio intensos
todo o sentimento
a cada dia
Morte a logica formal
a razão
e a certeza
Impeçamos pois o proposto fim
de toda humana-beleza,
em prol
de tal racinalidade Dantesca
Porque em verdade,
a verdade é apenas
a parte capturada do todo
e só das dúvidas,
crises e incertezas
então
pode-se parir a razão
F Massari





Um comentário:

Conversa de Bar disse...

"Gosto sim é dos que vivem
amor e ódio intensos"

Pessoas de extremos... ou gosto demais, ou não gosto. Não há nada de complicado nisso. Ao contrário, nós, que somos assim, devíamos ser conhecidos pela nossa simplicidade. Ao contrário de, aqueles que riem, choram, aí riem de novo e começam a chorar, e gostam mas desgotam, amam, desamam ficar questionando-nos. Não há o que questionar: ou é, ou não é. Ponto.

Adorei seu cantinho virtual. Muito aconchegante!