domingo, 16 de abril de 2017

Rota Alternativa

Quero poder rastrear pensamentos
e definir minha rota alternativa,
quero saltar de verso em verso.
Há tantas pessoas interessantes
que me doariam um pouco de mais vida!
As tardes de outono são minhas preferidas;
me trazem um cheiro que
não é de ninguém, pertence só àquelas tardes
de céu azul e vento frio,
às vezes cinza fingindo que chove...
Mas demoro muito a desaguar em palavras,
é tão difícil se livrar da teia de censuras
que nós mesmos tecemos!
E me pergunto se sou hoje ou se sou ontem.
Sinto que sou pra sempre
e não recuso o passageiro,
porque saltando de verso
em verso é que transcendo...

Rafaelle Donzalisky



2 comentários:

Rafaelle Reis disse...

Que honra, eu, errante ter um lugar na sua alcova!
Obrigada, querido.

Fabio Francisco disse...

Fantástico Rafa, a honra é nossa meu bem, estamos ansiosos por mais... sabemos que em algum lugar eles existem, sejam em códigos, em papeis ou ainda na mente da autora...